terça-feira, 3 de junho de 2014

CRUEL FACE - Entrevista

DHB - Alex, a CRUEL FACE deu início as atividades exatamente quando, onde e por que (qual é a missão da banda)? E o qual foi o motivo para o hiato da banda durante alguns anos? 
ALEX: Começamos em 1996 como um projeto paralelo das bandas que eu e o Marcão (Ação Direta) tocávamos, a ideia sempre foi tocar o mais alto possível e da forma mais grotesca. Fizemos uns 6 ou 7 shows, lançamos alguns EP’s, K7, 10" e LP, quase todos esses split’s foram com bandas de amigos. Temos um CD discografia também. Em 2000 teve uma hora que não dava mais para ter o projeto, nossas vidas foram para outros lados. E aí em 2012 o Edu (Nitrominds) e sugeriu a volta. De lá pra cá, já fizemos uns 20 shows e gravamos 1 material. 

DHB - A formação sempre foi essa atual? Estou escutando aqui o SMASH, KILL AND ERASE (o novo álbum) e gostaria de saber se ficaram satisfeitos com a gravação por completa?
 
ALEX: Formação antes, desde o marco zero? Bom, Alexandre - guitarra, baixo e vocal; Marcão - bateria. Depois entrou o Edu - guitarra. Hoje na volta Alexandre - guitarra e vocal; Lalo - baixo e Edu - bateria. Curtimos muito a gravação. A ideia era para colocar na internet mesmo e está bem pesado como queríamos que ficasse!

DHB - Quais foram os critérios, na escolha dos sons que foram regravados? No som novo senti uma pegada uma pegada mais Hardcore e menos Grindcore em sí, a proposta era exatamente essa, é isso que podemos esperar de futuras gravações (riffs corridos, muito Hardcore e um pouco menos de blast beats)? 
ALEX: Não teve exatamente muito critério. As que gostamos mais ou que estavam melhor ensaiadas (risos), foi assim que escolhemos as músicas antigas. Se não me engano regravamos uma música de cada lançamento que já fizemos. Ficou da hora o som novo... Bom, não sei dizer, tem sons novos que ainda serão lançados que tem uma pegada mais Crust, tem som totalmente Grindcore. Estamos compondo sem nos preocupar em ficar presos nisso ou naquilo. O som está bem rápido, isso que importa. Em breve tem mais um som que sairá na coletânea da Sinfonia de Cães que é bem mais porrada, eu acho. 

DHB - Entendo, depois vou procurar comparar as essas regravações (risos). No entanto, esse material não vai ser lançado oficialmente, com capa e letras em nenhum outro formato, a não ser esse para internet?
 
ALEX: Está disponível como arquivo (para download no bandcamp), e essa é a ideia principal. Caso haja interesse, pode sim ser lançado em outro formato. 

DHB - Saindo um pouco do foco da entrevista. O cenário do Grindcore (do exterior) tem se mostrado muito promissor, com bandas extremante boas e técnicas (vide Magrudergrind e cia). A cena aqui acompanhado essa evolução? 
ALEX: A cena Grindcore tem tomado algumas rotas diferentes. No Brasil o que tenho visto, são bandas que estão começando no Grindcore mais old school. Mas ainda assim tem uma pegada de bandas novas, mas estão brutais e com qualidade como Test, Hutt, Desalmado, Facada e etc. 

DHB - Seria inevitável perguntar. Mas para quem não sabe, você é o responsável pela BUCHO DISCOS. Como é manter um selo/distro vivo nos dias de hoje? 
ALEX: Tem de gostar demais! Eu piro, está enraizado até no meu subconsciente, não sai mais nada (risos). Tá muito difícil. Para as bandas novas então, pior. Material de banda nova em CD parece heresia, galera não quer saber. Prefere fazer download. 

DHB - Voltando para banda,quais são os planos para o resto de 2014? Se existir, como está o processo de composição para algum material com músicas inéditas, tem alguma data? Alex, muito obrigado pelo seu tempo e vida longa ao retorno da CRUEL FACE, deixo o espaço é seu para links da banda, do selo/distro, flyers das gig's e o que mais quiser...STAY GRINDCORE!! 
ALEX: Estamos fazendo sons novos e também, tirando os sons velhos pra ficar com bastante opção. Temos um Split EP com Discordance Project da Espanha mas ainda não tem data prevista para o lançamento. Estamos fazendo conforme dá para fazer. Escutem e compartilhem: http://cruelface.bandcamp.com/album/smash-kill-and-erase valeu a chance e oportunidade da hora de colocar o Cruel Face numa fresta de luz. Somos uma banda “nova” e precisamos de apoio, espero que a galera curta e tenha interesse. KEEP GRIND POUNDING YOUR BRAINS!!

CONTATO: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário